Epinal x Molène

Eu nunca sei se o ditado diz que é a vida que imita a arte ou a arte que imita a vida. Mas o ano começou na França, mais especificamente no futebol, com uma dessas histórias de cinema. No último domingo (e a Sportv mostrou ao vivo), o pequeno SAS Epinal, da terceira divisão da França, venceu e eliminou nos pênaltis o Lyon da Copa da França.

O cenário era digno de filme – um estádio minúsculo, um gramado de futebol amador e as estrelas do Lyon acanhadas perto de tamanha vontade dos jogadores do pequeno time.

E aqui entra o parênteses cinematográfico. Muito por acaso, no sábado, eu assisti a um filme francês com o futebol como enredo. “Les Seigneurs” (2012), ou Os Lordes, numa tradução livre, conta a história de um ex-ídolo chamado de “Mágico” do futebol francês, que se entrega ao alcoolismo e perde o direito de ver sua filha depois de uma série de papelões públicos. O personagem, pode-se dizer, tem “inspiração”  numa mistura de Maradona com Zidane e Cantona.

Para voltar a ver sua filha, precisa ter um emprego fixo, parar de beber e convencer a juíza. O emprego em questão que resta é treinador de um time de futebol amador chamado Molène, numa ilha de mesmo nome, que por obra do acaso vai avançando na Copa da França. Ele assume a equipe com a missão de avançar mais 3 rodadas para conseguir dinheiro para salvar o grande comércio local, uma fábrica de conservas que emprega a maioria da população da cidade. Para isso, chama uma série de ex-jogadores consagrados, mas cada um com seu problema (alcoolismo, prisão, síndrome do pânico, problema cardíaco). Todos eles topam ganhar mil euros por mês e voltam ao futebol, com seus 40 e mais anos e acostumados aos grandes clubes ingleses e franceses.

Filme bobo, nenhuma grande obra-prima cinematográfica e muito menos um grande filme com futebol como O Milagre de Berna ou Maldito Futebol Clube. Mas, enfim, tem futebol, algumas passagens bem engraçadas e cenas bem sacadas como a da torcida chegando de barco para um jogo numa ilha adversária. Um dos jogadores, que lembra Patrick Viera, é o ator do (este sim) excelente filme The Intouchables, Omar Sy.

Sem muito spoiler: o time avança duas rodadas e na terceira vai encarar o Olympique de Marseille. Consegue levar o jogo para os pênaltis. E…

Cortamos de volta para a realidade. A cidade de Epinal levou o jogo contra o Lyon para a prorrogação e pênaltis. No tempo normal, 3 x 3. O Lyon tem estrelas como Michel Bastos, Gomis, Lisandro Lopez.

O Epinal tinha muita vontade de vencer e colocou seus 11 jogadores na história do clube.

Aqui o trailer do filme, em francês: